publicidade

Charms determinam futuro das solteiras

charms futuro solteiras

O casamento é um rito de passagem cheios de símbolos e significados. Em cada detalhe um desejo de felicidade, sorte e muito amor. As noivas mais antenadas vasculham o mundo de fantasia dos matrimônios e trazem para o seu casamento o que acham de melhor para fazer com que ele seja o mais personalizado possível.

Um exemplo são os charms. A brincadeira surgiu na época da rainha Vitória, na Inglaterra e é mais comum nos Estados Unidos, na Argentina e na Europa. Aqui no Brasil o gracejo ainda não é tão conhecido, mas aos poucos está ganhando seu espaço nas festas de casamento e também nos chás de panela.

Para as noivas que querem dar um empurrãozinho na sorte amorosa das amigas solteiras da noiva os charms são uma boa opção. Eles são pingentes amarrados em uma fita de cetim que ficam dentro do bolo. Cada um possui um significado diferente e, de acordo com a tradição, o futuro de quem o puxar será determinado segundo ele.

As fitas ficam para fora e os pingentes dentro da massa para que eles possam ser puxados e haja surpresa na hora em que forem tirados. Antes de cortar o bolo, cada uma das damas de honra - ou as amigas solteiras - da noiva escolhe uma fitinha e puxa. O pingente que vier significa o que vai acontecer na vida dela.

O pingente mais temido entre as solteiras é o dedal, que significa que quem pegá-lo não casará tão cedo. Todos os outros trazem bons fluídos, como eterna beleza, verdadeiro amor, sorte, viagens e aventura, longevidade, prosperidade, filhos e felicidade. A aliança indica a próxima mulher a subir ao altar.

Se a noiva tiver dificuldade para encontrar os pingentes - já que eles são vendidos principalmente na Argentina e nos Estados Unidos - e não quiser abrir mão de fazer a brincadeira, uma boa alternativa é comprar várias medalhinhas de Santo Antônio e apenas uma aliança, que indicará quem será a próxima noiva.




publicidade

publicidade